Page banner

#inovaLeroyMerlin

Enviado
Gathering votes
10 votes
Gathering votes
24/25
Votos
25 votes
Gathering votes
40 votes
Gathering votes
65 votes
Gathering votes
80 votes
Aprovando
Em fase de implementação
Realizada

Seção Infantil - (Autonomia de compra)

Embora os últimos anos tenham sido bastante difíceis para a economia nacional, alguns setores conseguiram se destacar dos demais. Entre eles está o mercado infantil, que foi um dos que mais cresceu nos últimos anos. Em 2017, por exemplo, o faturamento do nicho de brinquedos foi de aproximadamente R$ 6.391 bilhões, 6,2% a mais do que 2016.

O levantamento foi realizado pela ABRINQ (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos), que comparou o resultado do ano anterior com os de 2014, 2015 e 2016, períodos que também foram positivos para o setor. Além disso, o ano passado fechou com mais 1.110 novos postos de trabalho em relação a 2016.

Esse levantamento considera apenas brinquedos, porém é sabido que crianças consomem cada vez mais produtos personalizados. Em nossa gama atual temos diversos exemplos desses produtos, (Arandela de super herói, tapetes da Disney, etc...).

Crianças consomem por impulso e seus pais tendem a gastar mais com elas sem pensar muito no preço.

Minha ideia é criarmos uma seção infantil nas lojas, essa seção seria ambientada com os produtos infantis presentes em nossa gama e por possíveis novos produtos, esses produtos continuariam fazendo parte da seção de origem com exposição nela, porém estariam concentrados em um ambiente personalizado. Para medição de desempenho seria criado um grupo sistêmico contendo todos os artigos com características infantis.

Essa seção deveria estar localizada na entrada da loja, uma vez que ao chegar à loja os clientes tem menos pressa e os filhos o atrairiam instantaneamente para essa seção.

Essa “nova” seção traria diversos benefícios, como por exemplo:

- Grande parcela de nossos clientes é composta de famílias que contem crianças pequenas, e acredito que um dos fatores que diminuem o tempo de permanência dos clientes em nossa loja é o fato das crianças não terem paciência, com isso aceleram o processo de compra dos pais (Com a seção infantil as crianças sentiram prazer em visitar nossas lojas, até mesmo convidando os pais a virem a fim de reformar o quarto com o tema Iron Man, por exemplo), isso aumentará o tempo de permanência e sabemos que quanto maior o tempo do cliente na loja, maior é a chance de comprar mais aumentando assim o carrinho médio e rentabilidade da empresa.

- Com a seção infantil podemos criar novos períodos de sazonalidade, explorando dia das crianças e Natal, por exemplo, assim poderemos ganhar clientes de concorrentes indiretos (Lojas de brinquedo) aumentando o fluxo nas lojas nesse período e nossas vendas.

- Nós já possuímos uma imagem de home Center com grande variedade, com a seção infantil melhoraremos ainda mais essa imagem, além de sermos pioneiros nesse tipo de abordagem.

- Hoje temos seções que são mais atraentes para os pais (Ferramentas), para as mães (Decoração), só nos falta à seção para os filhos para consolidarmos a imagem de uma empresa que pensa no bem estar de toda a família.

- Produtos infantis possuem uma margem maior que os similares não personalizados, dessa forma alavancaremos nosso resultado, PP, Etc...

- Além de tudo isso, vale ressaltar que essas crianças terão maiores chances de se tornar nossos clientes fieis quando se tornarem adultos.

Elcio Molina 4 meses atrás

Excelente ideia Wellington Parabéns, estimo que a tua proposição siga em frente e alcance patamares elevados.
Saudações www.efficientconstrutivos.com

Responder 1

Wellington De Lima Goncalves 4 meses atrás

Muito Obrigado Elcio Molina.

Responder 2

Lucas Santos 4 meses atrás

Ótima ideia @Wellington...!!! Você já tem um esboço de qual M² vc precisa? Qual projeto estaria exposto neste espaço? Se a loja de São Caetano tiver o espaço que você preconiza, podemos fazer o piloto aqui na loja... Te aguardo aqui para um café e para falarmos com maiores detalhes sobre o tema. Abraços!

Responder 3

Wellington De Lima Goncalves 4 meses atrás

Obrigado Lucas.

Por enquanto não tenho as medidas necessárias, vou aguardar a ideia se popularizar para então me aprofundar nesses pontos, pois demandará um tempo considerável,uma vez que terei que levantar toda a gama disponível com produtos infantis, fazer um plano de detalhe, etc... Porém a minha ideia é que seja na entrada da loja como disse, em uma fase inicial poderia ser dentro da seção de decoração (Sugestão do Richard do Lar Center).

Também já tenho em mente que deverá ter um pequeno showroom com ambientes decorados (Banheiro e quarto) com temas de meninos e de meninas que estão em alta entre a garotada, além disso teríamos corredores com os produtos com gondolas baixas (Todos os produtos devem estar ao alcance de nossos pequenos).

Nesses corredores a chave de entrada seria a seguinte:

1° - Meninos/Meninas
2° - Temas. (Homem Aranha/Frozen/Mickey Mouse/ETC...)
3° - Ambientes. (Quarto/Banheiro/ETC...)

Essa chave de entrada ajudará os pequenos a se localizarem facilmente e verem toda gama disponível de seu personagem favorito, além disso ajudará a aumentar o carrinho médio e a imagem de variedade da Leroy Merlin.

Responder 2

Rosineide Almeida 4 meses atrás

Incrível essa sua ideia Wellington, parabéns!
Acredito sim que alavancaria ainda mais as nossas vendas e seria mais um diferencial. A nossa loja é muito movimentada pelas famílias e com certeza com uma seção para as crianças seria maravilhoso e muito rentável.

Responder 2

Wellington De Lima Goncalves 4 meses atrás

Muito obrigado pelo apoio Rosineide.

Responder 2

JOAD LIMA DA SILVA 4 meses atrás

Idéia top pode contar comigo. parabens.

Responder 3

Wellington De Lima Goncalves 4 meses atrás

Obrigado Joad

Responder 2

Robson Mendes 1 mês atrás

Eu Robson Mendes decido qualificar essa inovação como excelente porque acredito que muito antes de produtos, serviços ou estratégias ganharem vida e alcançarem métricas financeiras – sempre relativas – de sucesso e lucro, é preciso que as empresas valorizem a outra metade da laranja: olhem para o efeito do seu negócio na geração de forças positivas para o planeta e para a sociedade, o que em uma palavra não é nada mais, nada menos que propósito, Um dos sintomas da inovação bem sucedida é a sua perda de fronteiras. Quando uma inovação se mostra obsoleta ou seu efeito se rompe em algum dos elos da corrente, pode ser um indício de que alguma coisa está errada. A inovação consciente naturalmente se espalha e se valida por falar profundamente com a necessidade real das pessoas, gerando a curto, médio e longo prazos um círculo virtuoso de valor. Pensar em efeitos positivos para o planeta e para a sociedade como uma condição essencial da inovação é um dos caminhos mais férteis para a construção de um futuro mais humano e sustentável. Por isso, sonhamos cada vez mais com empresas que deixem de medir sua eficiência apenas através do caixa, e saibam também valorizar quantas vidas e mentalidades foram impactadas por suas ações.

Responder 0

Robson Mendes 1 mês atrás

Espero que você possa analisar o meu perfil tenho 19 ideias #InovaLeroyMerlin que iram impactar fortemente diretamente e indiretamente no bem esta de todos os envolvidos desde colaboradores assim como os clientes Leroy Merlin Conto com seu voto. Att, Robson Mendes.

Responder 0

Generic user icon
Este comentário foi removido
Generic user icon
Este comentário foi removido

Elcio Molina 2 semanas atrás

Excelente ideia, já ganhou meu voto, assim que puder de uma olhada nas 3 ideias que apresentei nesse programa de inovação é só acessar meu perfil e clicar em ideias e se for do teu agrado vote nelas por gentileza.

Responder 0

Robson Mendes 2 semanas atrás

Escolha uma ideia. Faça dessa ideia a sua vida. Pense nela, sonhe com ela, viva pensando nela. Deixe cérebro, músculos, nervos, todas as partes do seu corpo serem preenchidas com essa ideia. Esse é o caminho para o sucesso, Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente. Quem sobrevive é o mais disposto à mudança. "Sempre lembre que você é mais corajoso do que pensa, mais forte do que parece e mais esperto do que acredita" – Christopher Robin

Responder 0

Share